Todos os envios sempre grátis *

346 Produtos
Definir direcção ascendente
  1. «
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. »
  1. «
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. »

Os antioxidantes são substâncias que travam o dano que os radicais livres causam no organismo. Com a ajuda dos antioxidantes as células continuam jovens durante mais tempo e funcionam melhor.

No nosso corpo, há uma luta constante entre os radicais livres "maus" e as células saudáveis do organismo. Quando os radicais livres são abundantes produz-se um envelhecimento prematuro e doenças.

Antioxidantes e envelhecimento

Os antioxidantes podem neutralizar as moléculas nocivas causadas pelos radicais livres antes que eles possam atacar as células saudáveis, ou parar os processos destrutivos depois de terem começado.

Os antioxidantes protegem as células do nosso corpo e neutralizar a actividade destrutiva dos radicais livres.

Manter-se saudável através do anti-envelhecimento e chegar a uma idade avançada

O anti-envelhecimento supõe encontrar formas de desacelerar o processo de envelhecimento, mantendo a qualidade de vida tanto tempo quanto possível. A esprança de vida das pessoas é cada vez maior, ao ponto de que a máxima idade registrada é de 122 anos.

A idade de doze décadas não está disponível para todos, mas pelo menos, podemos seguir um método de anti-envelhecimento para melhorar a nossa qualidade de vida.

Causas do processo de envelhecimento

O estilo de vida, uma dieta pouco saudável e a poluição ambiental têm um impacto sobre a saúde das pessoas e a sua esperança de vida. Hábitos como fumar, beber quantidades excessivas de álcool, sofrer de obesidade e falta de sono são causas graves que diminuem anos de vida. Mas também acelera o envelhecimento o stress, o tráfico e excesso de ruído.

Os radicais livres, a principal causa do envelhecimento das células do corpo

Os radicais livres têm uma influência significativa sobre o envelhecimento bioquímico, já que eles danificam as células do corpo. Os termos "radicais livres" e "antioxidantes" são termos um pouco estranho para a maioria das pessoas, por isso não costumam ser levados muito a sério.

Se realmente queres entender o efeito de antioxidantes sobre os radicais livres, você deve abordá-lo do ponto de vista da ciência.

Somos todos feitos de átomos. Os átomos têm uma camada externa completa formada por eletrões, que são pacíficos e inativos e não sofrem nenhuma reação química, podendo desfrutar de uma vida feliz e serena no organismo.

No entanto os átomos que não têm uma camada exterior completa de eletrões estão infelizes e instáveis. Algo falta nas suas vidas: estão ansiosos para ter um outro eletrão para conseguir ser estável e inativos. Estes átomos instáveis são os chamados radicais livres.

Os radicais livres tendem a mover-se rapidamente e tentam roubar constantemente um eletrão de outra molécula que passe junto a eles. Assim, a molécula à qual roubam um eletrão, torna-se um novo radical livre, num processo de dominó que não pára.

Tendo um número moderado de radicais livres não é mau, uma vez que uma certa quantidade deles são continuamente formados devido aos processos metabólicos do corpo. Isto é normal. O problema ocorre quando o número de radicais livres que existe no corpo é demasiado elevado.

Os radicais livres de oxigénio são um dos tipos mais comuns de radicais livres. São átomos de oxigénio, que carecem de um eletrão.Certamente conheces o efeito que causa a ferrugem nos carros, porque a mesma coisa acontece no teu corpo. Quando os radicais livres de oxigénio começam a danificar o corpo começa produz-se o stress oxidativo.

O que causa os radicais livres?

Os radicais livres formam-se por respirar, comer, mover-nos, simplesmente através de atos comuns da vida. O nosso corpo pode formar radicais livres praticamente em qualquer situação de stress.

Enquanto há coisas óbvias que geram a existência de radicais livres, tais como a poluição ambiental, tabagismo, stress, ruído, falta de sono, obesidade e maus hábitos alimentares; Há também muitas actividades "saudáveis" que podem produzir radicais livres, como pode ser o caso de submeter o corpo a uma actividade desportiva intensa.

Os sinais externos do envelhecimento são refletidos na pele. As rugas aparecem porque diminui a renovação celular após os 25 anos. Além disso, a pele é menos elástica que nunca, o que se explica, entre outras, pela descomposição do colagénio nas camadas da pele.

Os raios UV danificam e envelhecem a pele, porque os radicais livres prejudicam as suas células.

Mas também dentro do nosso organismo os radicais livres têm um impacto muito negativo dado que danificam as células do corpo, onde afectam o seu funcionamento e produzemo seu deterioro.

Atualmente existem muitas doenças e problemas de saúde associados com um elevado número de radicais livres no organismo.

Os antioxidantes acudem ao resgate

Então, como podemos convertir um radical livre numa molécula inofensiva? A única maneira é dar ao radical livre o eletrão extra que lhe falta.

Que substância é a que pode fornecer esse eletrão extra? Acabas de adivinhar: os antioxidantes. Os antioxidantes são, portanto, as substâncias que impedem ou atrasam o processo de oxidação.

Lembra-te: Os radicais livres causam a oxidação e os antioxidantes previnem a oxidação. Os antioxidantes funcionam dando um eletrão a um radical livre, tornando-o numa molécula de oxigénio estável.

Entre os antioxidantes mais potentes podemos incluir:

ORAC, a medida do poder antioxidante

ORAC significa a capacidade de absorver os radicais livres de oxigénio. ORAC mede, num tubo de ensaio, a capacidade de uma substância para neutralizar os radicais livres de oxigénio.

Em suma, ORAC é um teste de laboratório que mede a atividade antioxidante de qualquer substância, agrupando-os numa escala determinada. Quanto maior o valor ORAC, mais fortes são as propriedades antioxidantes da substância.

O Instituto Nacional de Envelhecimento desenvolveu o método ORAC e o Departamento de Agricultura dos Estado Unidos e Laboratórios Brunswick aperfeiçoaram o procedimento de ensaio ORAC, analisando diferentes alimentos para determinar os valores de ORAC.

Enquanto a ciência exata sobre ORAC é muito grande, é evidente que si estiveres à procura de alimentos com fortes propriedades antioxidantes, deves escolher aqueles com alto valor ORAC.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos recomenda unidades o consumo de 3000-5000 unidades ORAC por dia. Na relaidade, 80% da população tende a consumir menos de 1.000 unidades de ORAC diariamente.

De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos tomar 5 porções de frutas e vegetais por dia dá-lhe um valor ORAC de 1.750 unidades.

As frutas e vegetais têm os valores mais altos de ORAC. Por cada 100 gramas, alcança-se os seguintes valores ORAC: maçãs, um valor de 218; bananas, um valor de 221; mirtilos, no valor de 2.400. As bagas frescas de açaí, por exemplo, tem um valor ORAC incrível de 5.500.

Ainda mais incrível é que os liofilizado de bagas de açaí chegam a um valor ORAC de 70.000 por 100 gramas.

As antocianinas: poderosos antioxidantes para combater os radicais livres

Algumas vez viste uma bonitas flores de cor violeta? Vis-te uma uva escura de cor vermelha ou uma brilhante maçã Fuji? Se a tua resposta for sim, então já vis-te antocianinas.

As antocianinas são pigmentos flavonóides que produzem plantas e frutas. As antocianinas dão às plantas e frutos bonitas cores, mas a sua propriedade vai muito além da aparência.

As antocianinas agem como um protetor solar para as plantas, a cor brilhante da fruta atrai animais, que se alimentam de frutas e espalham as sementes. As propriedades antioxidantes da antocianinas são as que fazem com que as plantas e frutas tenham essas cores brilhantes tão valiosas.

As frutas (como a baga de açaí) que são expostas à luz solar intensa, sofrem muito stress, devido à luz ultravioleta. Esta luz UV provoca a formação de radicais livres na fruta.

Por esta razão, a baga de Açaí produzem grandes quantidades de antocianinas, que têm fortes propriedades antioxidantes e podem neutralizar os radicais livres.

Aqui está a parte interessante: as propriedades antioxidantes da antocianinas são mantidas, mesmo quando se comem. Essa é a razão pela qual as frutas com grande pigmentação são as que têm maiores valores de ORAC, estão cheias de antocianinas!

As antocianinas e o paradoxo francês

A dieta francesa contém uma grande quantidade de queijo, café, nicotina, açúcar e farinha branca. Dada esta dieta poderias pensar que muitos franceses sofrem de doenças cardíacas, mas acontece o contrário.

A capacidade dos franceses para consumir uma dieta cardiotóxico e ter, apesar disso, uma taxa muito baixa de doenças cardíacas, é conhecido como o paradoxo francês.

Os pesquisadores concluíram que a razão para o "paradoxo francês" está nas antocianinas.

Em França bebe-se vinho tinto e acredita-se qie a uva vermelha, com um alto grau de antocianinas, é a responsável pela baixa taxa de doenças cardíacas entre os franceses.Ainda que o vinho tinto é rico em antocianinas, a baga de açaí contém ainda 30 vezes mais antocianina que o vinho tinto.

Dicas para aumentar a sua esperança de vida:

  • Inclui na tua dieta frutas e legumes que contenham grande quantidade de antioxidantes.
  • Toma alimentos e suplementos dietéticos que contenham antioxidantes e/ou um alto valor ORAC, como a curcumina, açaí, maqui e multivitaminas
  • Bebe chá verde em vez de café
  • Se fazes muito desporto, deves tomar muitos antioxidantes
  • Não comas em excesso e evita a obesidade
  • Evita tomar açúcar e gordura animal
  • Se bebes álcool, toma apenas pequenas quantidades
  • Não fumes
  • Faz exercícios de relaxamento para aliviar o stress 

Comprar antioxidantes

Podes comprar antioxidantes em parafarmácias e lojas de nutrição desportiva como a HSNstore.com, onde dispomos de um extenso catálogo constituído pelas melhores marcas do sector.

Deves ter presente que os suplementos alimentares de antioxidantes não substituem uma dieta equilibrada nem um estilo de vida saudável. É muito importante, em caso de tomar medicação de qualquer tipo, que consultes primero com o teu médico.

Antioxidantes e desporto

Os antioxidantes- Combatem os radicais livres

Os antioxidantes são, em suma, as moléculas capazes de prevenir ou retardar a oxidação de outras moléculas. E é que esta reacção química, provocada pela transferência de electrões contidos numa substância a um agente oxidante, conduz à produção de radicais livres que danificam as células por meio de reacções em cadeia...

  A Carregar...